04 novembro, 2008

Em crise, Confiança busca reabilitação no Brasileiro

Após 3 maus resultados, o time proletário tem que vencer em Aracaju para manter-se na briga por uma vaga na Série B do Campeonato Brasileiro em 2009


Azul. É o que predomina em todo jogo da Associação Desportiva Confiança no Estádio Lourival Baptista, o Baptistão.

O time é representado por um dragão. Não vermelho, como os que costumam aparecer em festas orientais. O dragão sergipano é azul, assim como o trovão que dá nome à sua torcida. Esta, que segundo Milton Dantas, presidente do clube, nunca deve deixar de apoiar o clube.

A trajetória do Confiança rumo à série B do Campeonato Brasileiro começou ainda em 2005 com a reorganização financeira da associação desportiva. Para o presidente do time proletário, essa organização resgatou a credibilidade junto ao empresariado. “Com isso, hoje, o confiança tem patrocinadores fortes, e conta também com o apoio do Governo do Estado através do Banese”, afirma Dantas.

Estratégias de contratação também foram montadas. Não apenas a base do time campeão sergipano de 2008 foi mantida, mas foram contratados novos técnico e jogadores, a exemplo do meia Juninho Petrolina e dos zagueiros Márcio Alemão e Váldson - que já atuou em clubes de renome nacional, como Flamengo e Botafogo.
A torcida tem grande importância nessa caminhada. Com o grito em uníssono “vamos subir dragão”, a Trovão Azul vem conquistando novos torcedores que ajudam a engrossar o coro de incentivo ao clube. É comum a presença de famílias inteiras no campo, inclusive com crianças de colo vestidas de azul e branco – sempre.

Os últimos três jogos do Confiança não renderam bons resultados: um empate com o Rio Branco (AC), último colocado na tabela; uma derrota de 4x1 no jogo de volta e outra derrota no último dia 3, ontem, por 5x1, agora para o Guarani (SP).
No momento, o time sergipano, em crise, ocupa a 6ª posição na tabela com 11 pontos, a 2 de distância do chamado G-4 – grupo dos 4 primeiros que se classificarão para a Série B 2009.

Em nome da direção do clube, Milton Dantas faz um apelo à torcida: “Não deixe de comparecer ao estádio, nem de apoiar o Confiança, pois temos uma equipe forte e com o objetivo de classificar para série B e elevar o nome do Estado de Sergipe. E com certeza, fé em Deus e com o apoio de todos, garra e dedicação, chegaremos lá!”
Na mitologia oriental, o dragão simbolizava grande poder e era apoio de heróis. No caso do time sergipano, o dragão é a torcida e restam só cinco rodadas para que os seus próprios heróis se revelem.

Em busca da reabilitação o Confiança joga contra outro time que tem um dragão como mascote, o Atlético (GO), líder disparado da competição. Na partida de ida, em Goiânia, um resultado nada animador: 6x0 para os goianos. Mas, os jogadores proletários prometem garra para fazer valer o mando de campo e reverter a situação ruim na tabela.

O segundo “duelo de dragões” está marcado para a próxima quinta-feira, 6, às 20h (horário local), em Aracaju.


Por Yasmin Barreto

Um comentário:

lamps disse...

Vamo subir dragão!