02 dezembro, 2008

A juventude à luz do espiritismo

Doutrina difundida por Allan Kardec, o espiritismo tem aumentado seu espaço na vida de muitas pessoas. Esta religião baseia-se fundamentalmente na crença da vida após a morte, numa “volta” circunstancial à vida corpórea (reencarnação) e numa possibilidade comunicativa dos espíritos com pessoas vivas (“encarnadas”, na linguagem espírita). A caridade seria a propriedade mais relevante para os indivíduos, onde se pode encontrar uma fusão de todas as outras virtudes. Já faz algum tempo que a mídia aborda temas de cunho espírita. Isto possibilitou que muitas pessoas pudessem conhecer essa “religião dos espíritos” e até conseguir desmistificá-la.

Seguindo o desenvolvimento da doutrina em questão, muitas pessoas tornaram-se adeptas, inclusive os jovens. Um exemplo disto é o aumento de grupos de jovens que elaboram projetos que tem por finalidades básicas a divulgação da doutrina espírita e a ajuda a pessoas carentes, reforçando a filosofia da caridade. Em nível nacional se pode citar o trabalho de André, Denise, Francisco, Mário e Antônio Luiz. Cinco pessoas do Grupo de Jovens Espíritas Luis Gonzaga (do CEPC-Centro Espírita Perdão e Caridade) que mantêm um blog onde há esclarecimentos sobre o espiritismo.

Em Aracaju, o Pronto Socorro Bezerra de Menezes (Prosebem), centro espírita kardecista, mantem atividades que visam não só à adesão da juventude na doutrina espírita e na sua difusão, mas a evangelização destes jovens. Lídia Maria Castro Tavares, 34, iniciou-se na doutrina espírita dentro de um grupo de jovens do Prosebem e hoje é coordenadora da juventude espírita desta instituição. “A juventude espírita está vindo, realmente, para poder questionar, para poder rebater todos esses mistérios que foram cultuados. Eles (os jovens) estão buscando, estão pesquisando e estão se esclarecendo”, afirma Lídia. Ela ainda completa “É muito gratificante ver que estamos formando adultos que tem a religião de uma forma racional, uma fé raciocinada sem fanatismos, sem melindres, sabendo respeitar todas as religiões. Até porque Deus é um só e todos somos irmãos”.

No que diz respeito às atividades da juventude no Prosebem, em todos os sábados, há encontros de crianças e adolescentes, das 17h às 18.30. Lídia conta: “Nós tivemos durante todo o decorrer do ano as nossas aulas, onde pudemos ter a oportunidade de nos confraternizarmos através de atividades externas como, por exemplo, o IV encontro de juventudes espíritas que ocorreu em Outubro, onde houve uma integração de outras instituições para a realização do evento”. O IV Encontro de Juventudes Espíritas foi realizado na Federação Espírita do Estado de Sergipe - FESS, nos dias 18 e 19 de outubro deste ano e foi uma espécie de prévia do Congresso Espírita da Juventude. O encontro é o resultado da adesão de várias instituições espíritas em união com a Federação Espírita e com a colaboração de jovens na sua estruturação e culminância. “No congresso do ano que vem nós iremos tratar do jovem e o mundo” relata Lídia. E completa: “Nós sabemos que para o próximo encontro será preciso um espaço maior, visto o aumento de jovens espíritas e não espíritas que pelos temos tenham alguma simpatia coma doutrina, e jovens de outros estados do nordeste. Nós vamos acolhê-los com todo carinho como uma grande família”. O Congresso Espírita da Juventude ocorrerá no ano que vem (sem data prevista) em Aracaju.

“Já nasci no espiritismo e não tenho pretensão de mudar para outra religião” conta Andrey Silveira, 19, freqüentador de um centro espírita do interior sergipano. “No espiritismo consigo esclarecimentos a respeito de questões que não consigo ter em outras religiões”, completa o jovem. Andrey relata que até hoje muitas pessoas confundem o espiritismo Kardecista com ceitas que possuem crenças semelhantes a da sua religião. “Acho que o fato do espírita acreditar em vidas passadas, em vida após a morte e, principalmente, na capacidade de comunicação com os espíritos, faz com que muita gente pense que somos da umbanda, candomblé. Não que eu tenha nada contra mas, apesar de termos crenças semelhantes, possuímos percepções e métodos de evangelização diferentes” esclarece Andrey.

Para adeptos do espiritismo resta ainda lidar com especulações que associam o desenvolvimento da religião ao aumento de um suposto culto ao demônio. Isso caracteriza a doutrina espírita sendo contrária ao cristianismo e, consequentemente, possibilita um afastamento não só da juventude, mas da maioria da sociedade. Em contrapartida, pessoas como Francisco Cândido Xavier, grande difusor do espiritismo e conhecido como Chico Xavier, trazem em suas obras a confirmação que a doutrina espírita está inteiramente ligada com os ensinamentos de Jesus. E o aumento de jovens em comunidades espíritas corrobora para o desenvolvimento e a aceitação dessa doutrina no cotidiano da sociedade cristã.

Confira o Blog de Espiritismo do Grupo de Jovens Espíritas Luis Gonzaga. Lá tem um conteúdo bastante rico em relação á doutrina espírita.
Por Victor Hugo

3 comentários:

GCP disse...

Encontrei 2 pequenos erros na seguinte passagem,no fim do quarto parágrafo:
"para o próximo encontro será preciso um espaço maior, visto o aumento de jovens espíritas e não espíritas que PELOS TEMOS tenham alguma simpatia COMA doutrina"

Gabriel.

Clara Luz disse...

Concordo com GCP, sobre a gramática. Mas, conheço Lídia, e sei que ela sabe que o Congresso Espírita da Juventude em Sergipe será dia 17, 18 e 19 de outubro de 2009.
Tudo o mais da matéria tá excelente. Parabéns.

Francisco disse...

Olá amigos,

O vosso artigo está bom, mas ainda assim, permitam-me algumas ligeiras correcções:

Os elementos do Blog de Espiritismo não pertencem ao Grupo de Jovens Espíritas Luis Gonzaga (não tem mal nenhum, mas a verdade é essa).

Quando referem que "Em nível nacional se pode citar o trabalho de (...)", podem de facto citar à vontade o nosso trabalho, mas talvez deva ficar a correcção que somos portugueses e pelo que vejo os amigos são de uma faculdade no Brasil, pelo que a frase deixa de fazer sentido (mais uma vez, não tem mal nenhum, mas a verdade é essa).

Por fim, embora no Brasil muitas vezes se afirme que o espiritismo é uma religião, na realidade isso não é correcto.

O espiritismo é uma ciência filosófica de consequências morais. Como ciência pesquisa os factos espíritas, estuda a natureza, a origem e destino dos espíritos, bem como as relações entre o mundo espíritual e o mundo corporal. Como filosofia compreende todas as consequências morais que resultam dessas relações.

Uma religião implica cultos, uma hierarquia, sacerdócios, etc, que no espiritismo não existe.

Parabéns pelo artigo isento e disponham sempre que precisem de algum esclarecimento.

Abraço fraterno.