07 dezembro, 2007

Vestibulandos concluem jornada de provas

Mais de 37 mil candidatos se inscreveram para disputar as 4.070 vagas oferecidas, em 82 opções de curso, pela Universidade Federal de Sergipe no Processo Seletivo Seriado deste ano. As provas foram realizadas entre os dias 2 e 5 de dezembro, em 43 estabelecimentos de ensino do estado. Segundo a secretária da Coordenação de Concurso Vestibular (CCV), Maria Helena, as provas foram realizadas sem grandes transtornos. “É comum alguns estudantes passarem mal, faltarem ou insistirem para entrar após o fechamento dos portões, mas fora isso, tudo ocorreu bem. Esse foi o vestibular mais tranqüilo que tivemos”, afirma.

Opinião dos estudantes

Para Adriana Freitas da Silva, que busca uma vaga no curso de biologia, as provas de maior dificuldade foram as de português, história e geografia. “Os exames de cálculo, por incrível que pareça, foram os menos complicados. As questões não exigiam o uso de muitas fórmulas porque o raciocínio era bem direto. O que me deixou surpresa foram as provas de história e geografia. Demorei muito tempo para responder porque os itens contavam com muita informação”. O estudante Fábio Henrique de Souza, concorrente para o curso de fisioterapia, concorda com Adriana. “As provas de matemática tinham tantas questões de lógica que eu consegui responder 10 itens do 2º ano sem precisar de fórmula alguma. Já as provas de português estavam muito detalhistas, interpretativas e longas, passei 20 minutos para ler o texto da prova do 1º ano”, diz.
Apoio das escolas

Todos os anos as escolas de maior porte montam tendas do lado de fora dos locais de prova para discutir questões e dúvidas com os alunos. “A gente chega aqui de manhã cedo e só sai quando todos os alunos vão embora. Esse apoio é fundamental para que eles se sintam seguros na hora de responder às questões”, diz a professora de literatura Martha Vieira. “Ouvi muitas reclamações dos alunos sobre a prova de português do 1º ano. Fiquei surpresa com a cobrança de discurso indireto livre, já que esse conteúdo não faz parte do programa da instituição”, continua. Além do apoio dos professores, algumas escolas colocam à disposição dos alunos um café da manhã reforçado. “Serve mais como um ponto de encontro, do que como um locar para se fazer a primeira refeição do dia. É uma forma de se distrair e esquecer, ainda que momentaneamente, da responsabilidade que é passar no vestibular”, diz o estudante Anderson Sobral.

Dissertação

Este ano, o tema da dissertação foi baseado no poema “Lembrança do mundo antigo” de Carlos Drummond de Andrade. A fundação Carlos Chagas, responsável pela elaboração das provas, propôs que os candidatos escrevessem sobre os problemas do mundo moderno, o que mostra que a escolha de assuntos pouco polêmicos continua.“Esse ano, o tema foi bastante amplo”, afirma o vestibulando André Sobral. “Fiquei meio em dúvida sobre o que escrever, mas acho que me saí muito bem. Dei enfoque à globalização, que contribui para padronizar a cultura mundial, e abordei superficialmente outros assuntos, como a violência e o avanços tecnológicos”, continua.
Vendedores ambulantes

Quem sai lucrando com a realização do vestibular da UFS são os vendedores ambulantes. Eles montam barracas na porta dos locais de prova e só vão embora quando o movimento dos alunos cessa. “O lucro costuma ser grande, mesmo com a concorrência de algumas escolas, que montam tendas com alimentos para os vestibulandos. Eu consigo, por exemplo, vender de 100 a 150 cachorros-quentes por dia”, afirma a vendedora Marília Alves.

Por Carla Santana

Site da Coordenação de Concurso Vestibular (CCV)

Um comentário:

Eike disse...

ooi
achei bem interessante esse espa�o de voc�s
e resolvi comentar nessa cita�o do vestibular
fiz a prova do segundo ano,
e n�o foi das mais dif�ceis

gostaria de parabenizar vcs
e pedir uma ajuda...
estou querendo fazer jornalismo,
e queria que vcs mi falassem o que acham do curso, ainda n�o estou com tanta certeza assim, pq o mercado pelo menos aqui em sergipe pra essa �rea � um pouco apertado
mas gosto muito dessa �rea de comunica�o social.
espero a compreens�o

beijo